contabilidade-agropecuaria

Saiba como funciona a contabilidade agropecuária

O setor de contabilidade é muito versátil e dinâmico, tendo que se adequar para atender os mais variados lados do mercado de trabalho. O agronegócio, por exemplo, é um setor que possui diversas particularidades quando falamos de contabilidade.

A contabilidade agropecuária é uma ferramenta capaz de auxiliar o produtor rural nas tomadas de decisões, melhorando sua organização no trabalho, na economia e questões financeiras das propriedades rurais, tornando-o capaz de acompanhar a crescente evolução do setor.

Atualmente, muitos empresários do agronegócio veem a contabilidade como fundamental para melhor administrar as atividades e buscar os resultados. E é uma visão recente, uma vez que, até pouco tempo, nem todos tinham a compreensão de como a contabilidade podia contribuir para o desenvolvimento das atividades rurais.

Como dissemos, a Contabilidade Agropecuária possui características próprias, e isso requer uma atualização constante do profissional da área contábil.

Atividade rual e o empresário

Por lei, empresário rural é a pessoa física ou jurídica que realiza a atividade de exploração da capacidade produtiva da terra ou da água. Seus objetivos são vários, e podem variar entre produção vegetal, criação de animais e industrialização de produtos.

De acordo com o artigo 249 da Instrução Normativa (IN RFB) n.º 1700 de 14 de março de 2017, são consideradas atividades rurais:

  • I. agricultura;
  • II. pecuária;
  • III. extração e exploração vegetal e animal;
  • IV. exploração de atividades zootécnicas, tais como apicultura, avicultura, cunicultura, suinocultura, sericicultura, piscicultura e outras culturas animais;
  • V. cultivo de florestas que se destinem ao corte para comercialização, consumo ou industrialização;
  • VI. venda de rebanho de renda, reprodutores ou matrizes;
  • VII. transformação de produtos decorrentes da atividade rural, sem que sejam alteradas a composição e as características do produto in natura, feita pelo próprio agricultor ou criador. A atividade deve ser feita com equipamentos e utensílios usualmente empregados nas atividades rurais, utilizando exclusivamente matéria prima produzida na área rural explorada.

Contabilidade agropecuária

Em diversos artigos, falamos da importância de determinada área de trabalho contar com um setor ou profissional específico da área contábil. O agronegócio não é diferente. Como você sabe, é um setor que movimenta bastante dinheiro e é importantíssimo para a economia do nosso país.

Por isso, toda atividade rural precisa de um controle eficiente e um bom gerenciamento do agronegócio. Isso é possível por meio das informações contábeis.

E esse é o grande desafio: fazer chegar essas informações às comunidades e propriedades rurais. Muitas vezes, elas não são analisadas e utilizadas por seus proprietários ou administradores.

Essa situação piora quando há mais de uma atividade rural na propriedade. Quando o caso é esse, muitos proprietários não conseguem distinguir a fonte de suas rendas. Logo, o controle de caixa fica desordenado.

Contabilidade no agronegócio

Ficou claro que a Contabilidade Agropecuária dispõe de algumas particularidades que devem ser observadas na sua prática. Afinal, essa é uma área muito importante para o país e sua economia.

Diferentemente da contabilidade geral, na qual o exercício social equivale a um ano completo, na contabilidade rural o exercício social corresponde ao ano agrícola, que corresponde ao período de processos de plantação, colheita e comercialização da safra.

Essa abertura especial é justa por conta de sua produção sazonal. Não é durante todo o ano que o setor agrícola tem seus produtos próprios para comercialização devido às ações do tempo.

Culturas temporárias e permanentes

Culturas temporárias

As culturas temporárias são culturas sujeitas ao replantio após a colheita. Nesse modelo, todos os custos com a formação do plantio, como sementes, fertilizantes, inseticida, demarcações, entre outros, são contabilizados no Ativo Circulante, classificada como “Estoque”. Quando a colheita terminar, essa conta será baixada para a conta “Produtos Agrícolas”.

Culturas permanentes

Já as culturas permamentes são as que estão vinculadas ao solo, duram mais de um ano e dão mais de uma colheita, como as árvores frutíferas, cana-de-açúcar, cafeicultura e outros.

Ao contrário da cultura temporária, nesse método todos os custos necessários para a formação do plantio, como sementes e adubação são lançados no Ativo Não Circulante. Depois da formação da cultura — etapa que pode levar até alguns anos — transfere-se o valor da conta “Cultura Permanente em Formação” para a conta “Cultura Permanente Formada”.

Depreciação, amortização e exaustão

Quando falamos da contabilidade e atividade rural, a depreciação significa a apropriação do resultado, perda de efeito ou capacidade de produção dos bens tangíveis, elementos do Ativo Permanente que servem a vários ciclos de produção e não são destinados à venda.

No agronegócio, a depreciação é em relação às culturas permanentes, gados reprodutores, animais de trabalho, máquinas e equipamentos, tratores, etc.

Dentro da atual legislação tributária, não são determinadas taxas de depreciação para bens rurais, deixando a critério do produtor rual a estipulação do prazo, desde que fundamente, em detalhes, como ocorreu essa estipulação para que não haja problemas com o cumprimento da data.

Já a amortização, no caso da atividade rural, é aplicada na garantia de direitos sobre trabalhos em propriedades de terceiros, desde que seja com tempo limitado. Um exemplo: determinado produtor rual adquire o direito de extrair madeira em propriedade de terceiros, mas com data limite para dois anos a partir da data do acordo firmado.

Por outro lado, a exaustão ocorre quando a árvore é cortada ou extraída da terra, como é o caso da cana-de-açúcar e eucaliptos (para exemplificar os dois casos mais comuns em propriedades rurais quando falamos de exaustão).

Papel da contabilidade para o desenvolvimento

Todos os setores que trabalham em conjunto dentro do mundo do agronegócio contribuem de forma direta para o desenvolvimento dessa área em nosso país. Como dissemos, a exportação de produtos é uma das bases econômicas mais importantes do Brasil, o que valoriza ainda mais os produtores rurais.

Com o avanço da tecnologia, a necessidade de se contar com um setor contábil diferenciado aflorou no setor do agronegócio. Num mercado de trabalho cada vez mais dinamizado, o profissional capaz de desenvolver informações concretas, com as quais proprietários e administradores consigam discernir o verdadeiro desempenho de seu negócio, são ainda mais valorizados.

Quer saber mais sobre a contabilidade agropecuária?

A Makrosystem ajuda diariamente contadores do norte ao sul do Brasil com um sistema de gestão contábil e tributário completo e online. Você vai poder ficar sempre conectado com as mudanças da legislação com um sistema web ideal para sua empresa. Quer saber mais? Acesse o nosso site e converse com um de nossos especialistas!

About Makrosystem

Com mais de 24 anos de história, a Makrosystem é especializada no desenvolvimento de sistema contábil para empresas e escritórios de contabilidade. Através de tecnologia de ponta, leva a seus clientes soluções inteligentes, que facilitam o trabalho e aumentam a produtividade em rotinas contábeis. Visite o nosso site e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *