O que é a NFC-e e por que ela é importante?

Em muitos lugares do Brasil, a emissão da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) já é obrigatória em empresas, tanto públicas quanto privadas. Em pouco tempo, sua emissão já deverá ser uma exigência em todo o território nacional. Como toda novidade no mercado contábil, a emissão da NFC-e ainda gera algumas dúvidas sobre o seu benefício para o empresário e para o contratado.

Fato é que a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica vem de encontro ao avanço tecnológico e trará mais comodidade e segurança para ambas as partes.

Como toda novidade no mercado de trabalho, a emissão da NFC-e ainda gera algumas dúvidas sobre o seu benefício para o empresário e para o contratado. Fato é que a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica vem de encontro ao avanço tecnológico e trará mais comodidade e segurança para ambas as partes.

Mas vamos por pontos: você sabe o que é NFC-e e qual a importância dela para o seu negócio?

Ela substituirá em definitivo a Nota Fiscal Modelo 2 e o Cupom Fiscal, que atualmente são gerados por um equipamento Emissor de Cupom Fiscal (ECF). Nesse post vamos especificar todos os prós dessa migração de um modelo antigo para um teor completamente eletrônico, onde todo o seu acompanhamento será mais fácil de ser realizado através do mundo online.

Continue o texto e entenda todos os detalhes sobre a NFC-e e suas obrigações.

O que é e como funciona a NFC-e?

Como dissemos, a NFC-e é um modelo virtual da nota fiscal de venda, que é entregue em todo ato de compra ao consumidor final, emitida especialmente pelos varejistas. Assim, a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica é uma alternativa muito mais moderna aos métodos antigos comumente utilizados nos comércios brasileiros.

Obviamente, precisamos ter calma até que todos se adequem à nova realidade. Com esse novo estilo de comprovação de negócio, as secretarias estaduais da fazenda recebem as notas diretamente nos sistemas, exatamente no momento em que elas são geradas. Essa é uma das vantagens.

O grande objetivo dessa migração para a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica é controlar e fiscalizar com mais eficiência e segurança as transações do setor com a mesma validade jurídica do documento impresso, mas na versão digital. Dessa forma, entra a questão da sustentabilidade.

Já parou para pensar quantas notas são impressas diariamente?

Tudo bem que várias delas são pequenas, mas já causam um impacto ambiental considerável se considerarmos a quantidade de notas fiscais que são emitidas em todo o território nacional. E, claro, a partir de um determinado período de utilização da NFC-e, a economia gerada nos empreendimentos será vista com mais facilidade

Quais as vantagens da Emissão Eletrônica?

Como falamos acima, a economia para os varejistas será sentida em curto/médio prazo. Especialmente para quem trabalha com produção de larga escala, a emissão da NFC-e trará um impacto econômico em muito pouco tempo. Todos os custos envolvidos na impressão e no armazenamento das notas fiscais não serão deixados de lado.

Ah, e sempre bom destacar: no modelo online, a organização dos documentos é muito mais simples de ser realizada. Chega de manter aquelas salas e armários abarrotados de papéis para comprovar a venda e se resguardar juridicamente. O mundo online veio para facilitar a documentação e a procura dos documentos em momentos oportunos. Aproveite muito essa migração!

Agora, caso você necessite da impressão do documento para algum fim específico, ela poderá ser feita de maneira bem simples, através de uma impressora comum. A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica poderá ser emitida por softwares e computadores comuns, sem a necessidade de uma intervenção técnica.

Além disso, todos os documentos registrados podem ser armazenados em nuvem, o que permite seu acesso de diferentes dispositivos móveis e lugares. É inegável que a NFC-e é a forma mais simples e rápida de se resguardar. Inclusive, elas podem ser enviadas aos clientes por meio de um QR Code ou por e-mail.

Vantagens para o consumidor

Não somente o empresário estará em vantagem quando adotar o método online das emissões de notas fiscais. O consumidor, que a cada compra sai da loja com um papelzinho para comprovar o negócio fechado, poderá ter um acesso muito mais facilitado através da NFC-e. Com ela, o comprador final poderá vê-la através de seu smartphone ou receber por e-mail o comprovante fiscal, como já acontece muitas vezes no caso da compra online.

Agora, nas compras físicas, o consumidor terá essa opção de não levar a segunda via do comprovante e recebê-la por e-mail. Em alguns estabelecimentos, mesmo que pequenos, esse método já foi adotado para, justamente, como dissemos no tópico acima, gerar uma considerável economia. Por exemplo: uma padaria, que gera negócios rapidamente e emite várias unidades de notas por minuto. A NFC-e é extremamente econômica e vantajosa.

E há um tópico importantíssimo: a segurança em relação aos impostos. Uma vez que a nota é feita e emitida automática, não há possibilidade de erro em questão de dados. 

Como fazer o cancelamento de venda e compra?

A NFC-e trouxe facilidade até no momento em que der alguma coisa errada no processo de venda/compra. O cancelamento, que pode ser feito em até 24h após o negócio fechado, poderá ser feita diretamente através do sistema em que a Nota Fiscal do Consumidor eletrônica foi emitida.

Mas atente-se a um detalhe: além do prazo estabelecido (um dia), o produto não poderá ter saído da loja até o momento do cancelamento da NFC-e.

Se adequar à modernidade significa gerar economia dentro do seu próprio negócio. Pense nisso!

About Makrosystem

Com mais de 24 anos de história, a Makrosystem é especializada no desenvolvimento de sistema contábil para empresas e escritórios de contabilidade. Através de tecnologia de ponta, leva a seus clientes soluções inteligentes, que facilitam o trabalho e aumentam a produtividade em rotinas contábeis. Visite o nosso site e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *